Aquaponia

      nas Escolas

School Farming

Aquaponia nas Escolas

Uma transição para uma sociedade mais desenvolvida do ponto de vista económico, cultural, social e ambiental, requer um investimento nas pessoas, principalmente nas camadas mais juvenis e jovens da população. Torna-se, portanto, prioritária a sensibilização e formação destes indivíduos numa fase da sua vida em que se encontram mais recetivos ao conhecimento e inovação, assim como para com as preocupações ambientais e preservação dos nossos recursos naturais.

As preocupações ambientais e os objetivos de preservação da biodiversidade natural não podem ser dissociados das necessidades de crescimento económico, do emprego e dos aspetos sociais. A sensibilização para o ambiente, se desprovida de bases de sustentabilidade económica e social, nunca concretizará resultados, pois parte de uma visão autista, que esquece e entra em conflito com as necessidades humanas, suas preocupações pessoais e necessidades imediatas de auto preservação.

A aquaponia, quando ensinada a crianças, jovens e adultos, desperta o instinto natural produtivo do ser humano, na melhor forma possível, pois assenta em princípios de produção natural e sustentabilidade aos mais variados níveis.

Ao mudarmos a forma como produzimos os alimentos e os disponibilizamos no mercado, estamos a desenvolver não só a economia, mas também a nossa saúde, a nossa autonomia como país ou região, a nossa empregabilidade, a nossa literacia e o nosso ambiente e preservação do meio natural, aliviando a pressão sobre o mesmo.

Por tudo isto, faz cada vez mais sentido ensinar a AQUAPONIA.

School Farming

O Nosso Trabalho

A Aquaponics Iberia tem vindo a desenvolver iniciativas com o objetivo de introduzir o tema e a prática da aquaponia nas escolas, junto de alunos e professores, fomentando a exploração desta técnica de produção que suscita uma imensa curiosidade, interesse e a conjugação das mais variadas disciplinas de aprendizagem escolar.

E X P E R I Ê N C I A S

As experiências, já desenvolvidas pela Aquaponics Iberia, permitem concluir que a aquaponia, quando devidamente implementada no âmbito de uma instituição de ensino, permite integrar toda a comunidade escolar, envolvendo professores, alunos nas várias faixas etárias e encarregados de educação. São imensos os exemplos de projetos de aquaponia escolar em todo o mundo. Em Portugal, é de destacar a iniciativa desenvolvida na Escola B+S Bispo D. Manuel Ferreira Cabral, em Santana, na Madeira, que contou com a colaboração da Aquaponics Iberia, projeto proposto e orientado localmente por Orlando Rodrigues, em conjunto com docentes e alunos da escola.

O B J E T I V O S G E R A I S

O conjunto das iniciativas desenvolvidas nas escolas visa dotar os participantes de conhecimentos sobre as principais técnicas e metodologias de aquaponia, sensibilizando para a importância deste moderno e sustentável sistema de produção alimentar que combina técnicas aquícolas e agrícolas e que, em simultâneo, devido às suas características intrínsecas, fomenta a sustentabilidade ambiental, a preservação dos recursos naturais e a produção e consumo de alimentos naturais e saudáveis.

O projeto School Farming combina os seguintes ingredientes e objetivos: (clique na imagem)

A P R E N D I Z A G E M

No final da implementação de um projeto de aquaponia escolar, os alunos e professores dominam os aspetos teóricos e práticos que permitem desenvolver a prática dos processos mais comuns ligados ao planeamento, manutenção e exploração de um sistema aquapónico, como fator produtivo. Caberá aos professores aproveitar a multidisciplinaridade da aquaponia para a utilizarem como instrumento de aprendizagem das matérias que pretendem lecionar.

A transmissão de conhecimentos teóricos e práticos de aquaponia, especialmente dirigidos às faixas etárias dos segmentos-alvo, permitem explorar e lecionar de forma prática um vasto conjunto de disciplinas em simultâneo, como a biologia, a botânica, a ictiologia, os aspetos simbióticos, a microbiologia, a aquariologia, a aquacultura, a agricultura, a hidroponia, a nutrição, a física, a química, a ecologia, a conservação, a matemática, as línguas (nas pesquisas e leituras a realizar), etc.

M E T O D O L O G I A

Dotamos as escolas de sistemas de aquaponia em estufa que permitem a manutenção e continuidade da formação a grupos escolares, não só durante a fase de execução do projeto, mas também nos anos letivos seguintes, estimulando nos alunos, não só as disciplinas do conhecimento já referidas, como também a responsabilidade de lidar com seres vivos, a produção alimentar, a atitude científica, o empreendedorismo, a gestão de um pequeno ecossistema, assim como de uma unidade produtiva que requer uma organização e planeamento cuidados. O enfoque na poupança, racionalização e reciclagem de água, assim como a ausência de resíduos e preservação dos recursos naturais e biodiversidade, são aspetos chave a sensibilizar e lecionar, uma vez que estão intimamente ligados ao conceito da aquaponia.

V A L O R I Z A Ç Ã O P E S S O A L

A atribuição de um certo grau de autonomia ao grupo de alunos que fará a manutenção e exploração do sistema, irá incutir um certo grau de responsabilidade e compreensão, pois terão a seu cargo um sistema cujos outputs resultarão diretamente do equilíbrio e boa gestão e manutenção do mesmo. As boas práticas, o rigor e o empenho com que encararão as tarefas e responsabilidades assumidas, ditarão o sucesso dos resultados e a produtividade do sistema aquapónico.

F O R M A Ç Ã O

Após a instalação do sistema e início de funcionamento, a equipa da Aquaponics Iberia realiza uma breve ação de formação teórico-prática, sendo uma parte dirigida aos professores que irão estar envolvidos no projeto, e outra aos alunos que estarão também inicialmente envolvidos.

Para ambos os grupos, a formação terá uma componente teórica em sala e outra prática dentro da estufa, com realização de atividades práticas relacionadas com a utilização dos equipamentos e manutenção do sistema.

Público-alvo

A estratégia da iniciativa de formação e sensibilização passa por ações integradas que visam incidir, de forma diferenciada, sobre os seguintes principais segmentos de elementos que se pretendem atingir:

Professores

Alunos do 1º e 2º Ciclos

Alunos do 3º e 4º Ciclos

Instalação e Equipamento

A Aquaponics Iberia dispõe de diferentes soluções de instalações aquapónicas ajustadas aos espaços e diferentes condições que as escolas dispõem. Pela sua dimensão, versatilidade e possibilidades que lhe são características, o modelo de sistema de aquaponia de 16 m2 é, na maioria dos casos, a solução ideal a adotar pelas escolas. A instalação completa inclui estufa, equipamentos e materiais de aquacultura, de hidroponia e de germinação de plantas.

Produtividade

O sistema, quando em funcionamento e devidamente amadurecido, tem a capacidade de produzir diariamente diferentes tipos de vegetais, desde que a manutenção e a atividade produtiva obtenha o devido envolvimento de alunos, com o acompanhamento de alguns professores. Os vegetais a produzir no sistema poderão ser hortícolas e/ou vegetais para salada, aromáticas, algumas leguminosas e plantas de fruto.
No que respeita aos peixes, a espécie habitualmente escolhida é a carpa koi, por ser um peixe atraente e ornamental e ainda por se tratar de uma espécie omnívora, podendo ser alimentado com proteína vegetal, de modo a prescindir-se de proteína animal no seu regime alimentar (menor impacto nas populações de peixe selvagem).

Solução para

Escolas Públicas ou Privadas.

Contacte-nos!

Objetivos

school farming

e Benefícios Esperados